Marca Maxmeio
Indústria
04 / 09 / 2017 - Por Jean Valério

Economia brasileira manterá crescimento gradual nos próximos meses, avalia CNIA indústria extrativa cresceu 0,4% e, a de transformação, 0,1%

O crescimento de 0,2% da economia brasileira no segundo trimestre em relação ao período imediatamente anterior mostra que o pior da crise ficou para trás. A expectativa é que a recuperação gradual se mantenha nos próximos meses, avalia a Confederação Nacional da Indústria (CNI). Ao analisar os dados divulgados nesta sexta-feira (1º) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a CNI destaca que, apesar da queda de 0,5% do PIB Industrial registrada no segundo trimestre frente aos primeiros três meses do ano, nem todo o setor recuou no trimestre.

A indústria extrativa cresceu 0,4% e, a de transformação, 0,1% frente aos primeiros três meses do ano. Foi o segundo trimestre consecutivo de crescimento da indústria de transformação. No primeiro trimestre a expansão do setor foi de 1,1%. “A forte oscilação no desempenho da indústria de transformação é comum em períodos de saída da crise”, observa o economista da CNI, Marcelo Azevedo.

Ele destaca que a surpresa positiva do segundo trimestre foi o aumento do consumo, que subiu 1,4% na comparação com o período imediatamente anterior, impulsionado pela liberação das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), a queda dos juros, do desemprego e da inflação. À exceção dos saques do FGTS, esses fatores continuarão estimulando o consumo e a atividade nos próximos meses, prevê a CNI.

No entanto, os investimentos continuam caindo. Com a queda de 0,7% no segundo trimestre, os investimentos representaram apenas 15,5% do PIB. Antes da crise, ficavam em cerca de 20% do PIB. Neste momento, em que a ociosidade da indústria está elevada, o baixo investimento não prejudicará a retomada do crescimento. No entanto, alerta a CNI, no futuro, será necessária aumentar o investimento para elevar a capacidade de produção e garantir o crescimento sustentado da economia.

Revista Negócios.Net

Revista Negócios 69
Revista Negócios 68
Revista Negócios 67
EDIÇÃO N° 62 – MARÇO DE 2016
Revista Negócios 61
Edição n˚59
Edição n˚58
Edição n˚56
Edição n˚55
Edição n˚54
Edição Nº 53
Edição Nº 52
Edição Nº 51
Edição Nº 50

Twitter /RevNegocios

Instagram /RevNegócios

Facebook /RevNegócios

TV Negócios.Net